top of page

Auditoria da Malha Cicloviária de Salvador

O Instituto EquiCidades e a Fundação Rosa Luxemburgo apoiam o ObMob Salvador na realização da primeira auditoria da infraestrutura cicloviária da capital baiana.


O projeto tem por objetivo realizar o mapeamento preliminar das infraestruturas cicloviárias em uma amostragem de até 4 bairros de 3 prefeituras-bairro da cidade (Subúrbio-Ilhas/Barra-Pituba/Pau da Lima) de Salvador, fazendo uma análise dessas estruturas, utilizando, como referência de previsão de implantação, o Plano de Mobilidade, apontando, assim, as desigualdades nesses territórios, seja em relação a sua implantação, ou ausência dela, e sua adequação às normas, bem como o atendimento a padrões mínimos de conforto e segurança.


A escolha dessas 3 regiões se dá pelas disparidades sociais e econômicas entre as mesmas e, principalmente, pela discrepância na oferta especial de infraestrutura cicloviária nas áreas das 3 prefeituras-bairro, a qual é facilmente visualizada a partir dos mapas cicloviários disponíveis.


A metodologia utilizada foi desenvolvida pela Ameciclo (organização cicloativista de Pernambuco) para avaliação da infraestrutura, além da realização de entrevistas com usuários daquela infraestrutura, para que o processo seja mais rico e preciso, dentro de uma abordagem qualitativa.


Desta forma, a avaliação abrange a qualidade da infraestrutura e critérios de malha cicloviária, que, juntos, dão um panorama da cidade quanto à qualidade de sua infraestrutura e à qualidade de cada via individualmente considerada, podendo subsidiar melhorias na infraestrutura e na conexão de malha.


A auditoria da infraestutura cicloviária de Salvador conta com o apoio financeiro da Fundação Rosa Luxemburgo (escritório Brasil) e com o apoio institucional do Instituto EquiCidades e está sendo realizada pela equipe do Observatório da Mobilidade Urbana de Salvador.

Yorumlar


bottom of page